Entrevista: Susana Schnarndorf
Ouro no Mundial de Montreal e ganhadora do Prêmio Paralímpicos 2013, a nadadora falou com exclusividade sobre a carreira para o Portal Brasil 2016

O esporte sempre fez parte da vida da gaúcha Susana Schnarndorf Ribeiro, nascida em Porto Alegre, em 12 de outubro de 1967. Como triatleta, ela conquistou cinco títulos brasileiros, participou de 13 provas do Ironman e competiu em diversas provas internacionais, com destaque para os Jogos Pan-Americanos de Mar del Plata, em 1995.

Em 2005, Susana descobriu que sofria de um tipo raro de Mal de Parkinson, que afetava a mobilidade do lado esquerdo de seu corpo. Cinco anos depois, em 2010, ela conheceu o paradesporto e deu início à carreira de sucesso como nadadora paraolímpica.

Mãe de três filhos, Susana, então, passou a representar o Brasil em grandes competições internacionais e disputou os Jogos Parapan-Americanos de Guadalajara-2011 (quando foi bronze nos 400m livre), os Jogos Paralímpicos de Londres-2012 e o Mundial de Natação-2013, em Montreal, local onde conquistou os mais importantes resultados da carreira paraolímpica. No Canadá, Susana brilhou com o ouro nos 100m peito e ainda subiu ao pódio para receber a medalha de bronze nos 400m livre.

No dia 11 de dezembro de 2013, em uma cerimônia realizada no Museu de Arte Moderna, no Rio de Janeiro, Susana Schnarndorf recebeu o Prêmio Paralímpicos 2013 de melhor atleta paraolímpica do Brasil na temporada. Ela foi eleita por meio de uma votação na internet e superou as velocistas Terezinha Guilhermina e Verônica Hipólito, ambas campeãs mundiais em Lyon.

Em entrevista exclusiva ao Portal Brasil 2016, concedida à beira da piscina do Estádio Anacleto Campanela, em São Caetano (SP), Susana Schnarndorf falou sobre a carreira, as emoções vividas no esporte, sobre a importância do programa Bolsa Atleta Pódio e, obviamente, não escondeu a expectativa para representar o Brasil nos Jogos Paraolímpicos do Rio 2016.

Reportagem: Vagner Vargas
Imagens e edição: Rodolfo Vilela


Voltar