Gaúcha de Porto Alegre ,Susana Schnarndorf teve seu estilo de vida voltado para o esporte. Sempre obstinada,decide que no triatlhlon ,modalidade que combina natação ,ciclismo e corrida,seu amor pelo esporte se completa.

Talvez toda força usada para conquistar o título de pentacampeã brasileira ,nas provas que aconteceram entre 1993 a 1997, disputar os Jogos Pan-Americanos de 1995 ,em Mar Del Plata, na Argentina,e suas treze participações no Ironman tenha sido a " obra do destino", que iria ajudá-la na maior luta de sua vida.

Em 1995 foi acometida por uma grave doença degenerativa,sem cura , chamada MSA, múltipla atrofia dos sistemas ,uma doença que leem uma expectativa de vida muito curta.

Essa doença vai paralisando todos os músculo do corpo incluindo o,pulmão e coração .
Para uma atleta de alta performance seria o fim , mas Susana encontrou na natação paralímpica um novo começo.

Nadar prolongam maus dias , diz ela. E com essa garra Susana sagrou-se campeã mundial em 2013 e foi eleita a melhor atleta paralímpica do ano.

Seu desempenho é fantástico. Campeã e recordista brasileira dos 50,100 e 400 m livres,100 m peito e 200 m medley. Nas Paralimpíadas de Londres foi quarta colocada nos 100 m peito e quinta nos 200 m medley.

Atualmente Susana treina em busca da sua vaga para os Jogos paralímpicos do Rio de Janeiro. Seu sonho? Trazer um ouro para o Brasil.



Resumo Técnico:

Nascida em Porto Alegre,12 de outubro de 1967
Campeã mundial nos 100 m peito sb6 ,Montreal
Medalha de bronze nos 400 m livres S6 , Montreal
Campeã brasileira e recordista dos 50,100 e 400 m livres,100 m peito e 200 m medley

Antes da doença:

Campeã Gaucha , Mineira , Sul Brasileira e Campeã Brasileira nas décadas de 80 e 90
Participou de 13 Ironmans
Penta campeã brasileira de triatlhlon olímpico.
Única atleta brasileira a disputar os Jogos Pan-Americanos e os Jogos Parapanamericanos.
Susana é uma das maiores apostas femininas nos Jogos Paralímpicos Rio 2016